terça-feira, dezembro 13, 2005

Boca Livre

Um dia desses estava escutando "Feito Mistério" com o Boca Livre e me deliciando naquele mar de vozes e violas. Meu primeiro pensamento foi de que não se faz mais música brasileira daquele jeito. Depois reconsiderei: não é que não se faça. É que o estilo ficou tão atrelado à época de seu surgimento que, feito por outro, soaria antiquado. Em outras palavras, só o Boca Livre pode fazer aquele tipo de música e não ser acusado de imitar o Boca Livre, se é que me entendem.

Certos estilos são monopólio de quem soube lançá-los na época certa. Músicas tipo Jorge Ben só Benjor consegue fazer. Bossa Nova é privilégio de Toquinho, Carlos Lyra, João Gilberto e outros. Imaginem um rock tipo Chuck Berry feito por outro que não Chuck Berry. Os modismos de teclados e bateria eletrônica soterraram a sonoridade natural dos anos 70, aqueles discos naturalmente "unplugged" de Crosby, Stills and Nash, America, Barca do Sol, Almôndegas e Boca Livre. Mas quanto bate a vontade de ouvir um som com jeito de Boca Livre, nada como o próprio Boca Livre.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home